"A Vida é bela.Gostaria de a viver mil vezes." (Beethoven)

04
Set 08

Infecções urinárias, uma ameaça para as mulheres

As infecções urinárias podem surgir em qualquer parte do tracto urinário, seja nos rins, nos ureteres, na bexiga ou na uretra.
 

As mulheres e os bebés do sexo feminino contam-se entre as principais vítimas.
Na maior parte dos casos, a infecção é provocada por bactérias, a mais comum das quais é a E.Coli, presente nas fezes de todas as pessoas. Outras bactérias, como Proteus mirabilis e Klebsiella também podem ser as responsáveis.

Em condições normais, a urina é estéril, ou seja, inteiramente livre de quaisquer germes. Desta maneira, a presença de bactérias na urina traduz-se sempre por uma infecção urinária.

Vizinhança indesejável

São várias as causas que levam ao surgimento da infecção. As mulheres apresentam uma maior predisposição à infecção urinária do que os homens, devido à uretra feminina ser muito curta e situada na vizinhança do ânus, o que mais facilmente leva à contaminação da urina pelas fezes.

A cistite é a mais frequente das infecções urinárias. É provocada por um colibacilo (E. coli), mas também por outros germes intestinais (proteus, enterococos, estafilococos). Provoca desejo frequente e imperioso de urinar, urinas turvas e eventualmente com laivos de sangue, mas não produz dores ao nível dos rins.

A presença de cálculos renais, deformidades no aparelho urinário, contacto com material infectado durante um exame instrumental da bexiga, obstrução da uretra e a presença de problemas neurológicos que actuam sobre a bexiga, impedindo a normal eliminação da urina, são outros factores que podem provocar a infecção.

Os bebés, principalmente as raparigas, têm grandes probabilidades de contrair infecções urinários devido ao uso de fraldas, sendo contaminados pelas próprias fezes. Os rapazes raramente apresentam esse problema e os que fizeram circuncisão correm até um risco bem menor.

Quando os rapazes contraem uma infecção urinária devem submeter-se a exames mais aprofundados do sistema urinário logo após a primeira manifestação, que, de uma maneira geral, está associada a uma deformação do aparelho urinário, como válvulas uretrais e refluxo vésico-urinário (quando a urina retorna da bexiga para o ureter).

Os principais sintomas

Os sintomas nem sempre são evidentes quando se trata de crianças.
Pode ocorrer febre, falta de apetite, deficiências no peso e no crescimento. No adulto, porém, o principal sintoma é a dor ao urinar, acompanhada por um aumento da frequência da vontade de urinar. O paciente queixa-se de necessitar de ir várias vezes à casa de banho, mas urinando apenas pequenas quantidades, no meio de dores e sensação de queimadura.
Quando a infecção é mais grave, é habitual a pessoa apresentar dores na região lombar e até mesmo notar a presença de sangue na urina.
 

publicado por carla grileiro às 10:43

Slide
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

comentários recentes
<3 Boa! Agora, não percas a embalagem.Beijocas
Olha! que giras que estão!!! Ainda bem que regress...
olá, foi um dia muito bom.Temos que repetir. Afina...
Boa, ca te espero para leituras também mais assídu...
"Grande artigo e óptimo blog! Deixe aproveitar est...
Blog: http://www.elanao.com/
Blog: http://www.elanao.com/
Blog: http://www.elanao.com/
Blog: http://www.elanao.com/
Blog: http://www.elanao.com/
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar